Contador de Visitas

quarta-feira, 23 de fevereiro de 2011

O fim dessa era.

Bom gente, acho que a maioria das pessoas tem que concordar comigo, Blog é uma coisa muito 2008.


Então, como já tenho redes sociais demais, decidi fechar essa aqui.


Foi muito bom enquanto durou, mas é hora de partir.


Para quem quiser continuar me acompanhando vou deixar aqui em baixo todos os links das minhas redes sociais.


Beijos pra todos e pra não deixarem de me ver, cliquem nesses links aqui de baixo:

Orkut:
http://www.orkut.com.br/Main#Profile?uid=16807144917748633993

Twitter:
http://twitter.com/#!/LarissaGurgel00

Facebook:
http://www.facebook.com/profile.php?id=100001386741604

Youtube:
http://www.youtube.com/larissagurgel


Formspring:
http://www.formspring.me/larissagurgel00

Tumblr:
http://larissagurgel.tumblr.com/

terça-feira, 8 de fevereiro de 2011

sexta-feira, 31 de dezembro de 2010

Último Post do Ano.

30/12/10 ás 14:34 – Um dia para o ano novo, ou são dois?
Bom, talvez esse seja meu último post aqui esse ano.
Então quero desejar a todos que leem meu blog, um ótimo fim de ano, bebam muito, mas não dirijam depois e aproveitem bastante. Na hora da queima de fogos se escondam embaixo de alguma coisa para não cair nenhum na sua cabeça e lhe matar. Não, tô brincando, ninguém vai morrer não (meu medo é que morra).
Pois é, então é isso.
Esse ano foi muito bom pra mim. Aconteceram MUITAS coisas boas e diferentes pra mim. Eu não digo que aconteceram coisas ruins por que eu sou do time que pensa positivo, nada que acontece é ruim, se aconteceu é por que tem que acontecer e se tiver a impressão que tá ruim é por que não acabou ainda e no fim vai ficar melhor.
Nesse ano:
Meu cachorro morreu.
Traí, acabei um namoro duradouro.
Voltei a falar com a ex.
Comprei muito.
Conheci amigos maravilhosos.
Fui pra baladas.
Comecei meu vlog, meu blog, meu twitter, meu formspring e mais um monte de rede social que eu tenho por ai.
Ganhei uma cachorra nova.
Minha mãe deu ela.
Fui pra psiquiatra.
Fiz regressão.
Ganhei outro cachorro novo.
Falei com integrantes do pânico na tv, pelo telefone, na rádio.
Bebi muito.
Fiz muita besteira.
Amanhã é o fim (do ano) e até agora me considero uma pessoa feliz, que passou um ano feliz e isso é bom.

A todos um ótimo ano novo (de novo) e até o próximo ano (como se fosse demorar).
Beijos.

segunda-feira, 13 de dezembro de 2010

Preconceito = Ignorância

Oi de novo.
Eu tenho uma amiga, chamada Noyalle, ela é uma pessoa muito legal, eu gosto muito dela. Nessa semana ela fugiu de casa, a mãe dela não aceita a sua opção sexual.
Então, isso me faz refletir mais sobre esse assunto, o que leva uma mãe a colocar na sua cabeça que não aceita o que sua filha é e ponto final?

A mãe da Noyalle já ficou com mulheres quando era mais jovem, pelo menos é o que a Noyalle me disse. Então, talvez, seja algum probleminha que ela teve quando era mais jovem.
Minha amiga fugiu de casa esses dias, ela simplesmente não suportou mais.
Como pode uma mãe maltratar tanto assim uma pessoa, e não é uma pessoa qualquer, é A FILHA DELA! Isso não entra na minha cabeça de jeito nenhum.
Uma mãe que diz que prefere ter uma filha traficante, grávida ou qualquer outra coisa, do que uma filha lésbica, com certeza não sabe o que tá falando, não é mãe de coração, não tem amor e muito menos DEUS, que é o que ela diz que falta na Noyalle.

Não é questão de gostar, de aceitar nem de apoiar, é simplesmente respeitar. Básico, simples e OBRIGATÓRIO. Ela é sua filha e mais do que isso, é um ser humano e qualquer ser humano merece respeito, merece sempre poder fazer suas próprias escolhas.
E já que ela, a "mãe", não quer respeitar a escolha de sua filha, então que arque com as consequências, que não imagino o que seja, e prefiro não imaginar, mas que com certeza, virão.