Contador de Visitas

sábado, 24 de julho de 2010

22/07/10 - Ontem...


A GENTE








22/07/10 ás 13:48 – Ontem a Sheila veio aqui no trabalho de novo, ela chegou toda arranhada, pensei que ela tinha sido atropelada, mas ela tinha só caído do muro da casa dela, só né...


Então fomos para o BNB, ainda tá tendo a feira de vídeo games (bora jogar), nós jogamos tênis no Nitendo Wii (é assim que escreve?), é MUITO legal, ganhei da Sheila, hehe.

Depois resolvemos ir para o Shopping Benfica, ver se tinha algum filme legal em cartaz. Não tinha, os que tinham era muito tarde. Então fomos para o North Shopping, lá os filmes eram mais tarde ainda. Eu estava morrendo de fome, fomos no Super Lagoa, um lugar onde vende sushi, tipo o São Luiz. Uma menina chegou em mim e veio me perguntar se eu era a Larissa do msn, que queria a identidade falsa.
A Sheila ficou meio assustada mas não foi nada demais. Os sushis de lá são mais gostosos. Depois fomos comer espetinho de chocolate com morango, uma delícia. E ainda uns chocolates no peso que ela comprou. Fomos para a praça do North, que é lá atrás. Tinha um monte de casal hetero se beijando, nojo mil. Achamos um cantinho bom lá e ficamos conversando. Ela imitou meu beijo, achei estranho, mas ela disse que é bom. Depois pegamos um ônibus e fomos para o Terminal do Antônio Bezerra, lá peguei meu ônibus e ela pegou o dela. Cheguei em casa e o clima com a mamãe estava menos ruim (menos ruim é certo?) que antes. Pedi pra ela deixar eu e a Sheila viajar para Pecém, só nós duas. Ela disse que ia ver. Bom sinal.

Hoje acordei 7:45 e fui deixar a chave no portão de novo. Fiquei acordada na cama esperando a Sheila chegar, ela demorou muito, acabei dormindo mesmo. Ai ela chegou, me beijou, foi lá em baixo pegar minha merenda. Ficamos conversando... ah, já sabem né? SEXO! SEXO! SEXO! SEXO! E que se foda quem achar ruim eu falar isso aqui. A Sheila que é a Sheila deixa, então foda-se o resto. Almoçamos lá em casa, cheguei aqui no trabalho atrasada de novo.




23/07/10 ás 13:34 – Ai Meu Deus, o mês tá acabando, as aulas tão voltando. QUERO NÃO!

Ontem a Sheila veio aqui me buscar novamente, fomos para o BNB de novo, na tentativa de jogarmos o jogo dançante do Nitendo Wii, mas já tinha encerrado. Então ficamos sem absolutamente nada pra fazer. Ficamos sentadas resolvendo o que fazer. Decidi não ir para o curso. Fomos para a praça da gentilândia. Ficamos lá de papinho e depois resolvemos ir para a UFC, lá é menos perigoso. Ficamos conversando, eu com vontade de ir pra um escurinho e ela nada. Tinha um gato lá quase morto de tão magro.
Depois voltamos para a praça. Teve uma apresentação teatral lá. Muito legal. A marijuana rolou solta lá. Fiquei só no cheirinho. Deu vontade. Então fomos para o Benfica, compramos batata rufles e nescau, comemos e fomos embora. Em casa eu e a mamãe estamos bem, mas deixo claro que é só por que a Carmina está fora.



Hoje de manhã acordei mais ou menos cedo e fui pra Abbem assinar uns protocolos. Até nas férias essa Abbem me persegue. Depois voltei, dormi mais um pouco, fiquei na Internet rapidinho, tomei banho e fui pra vovó almoçar.
Tem um taradão na minha rua que fica se masturbando sempre que eu passo. Tá, não sei pra que essa informação é útil, mas quis falar.



Hoje é sexta, acho que vou para o Halleluya, fazer uma média com a mamãe pra ela deixar eu e a Sheila irmos pra Pecém só.

Só vou escrever de novo na terça. Tomara que eu lembre das coisas.


 

quinta-feira, 22 de julho de 2010

Fast Food. -q

21/07/10 ás 14:05 – Ontem depois do trabalho chato a Sheila estava aqui fora me esperando. Comemos um pastel ali na praça e fomos para o Banco do Nordeste, conheci uma amiga dela, a Geo, estava tendo uma feira lá de vídeo games, ou seja, encontro de otakus e nerds. A Sheila já tinha ido antes e dançou lá umas coisas no jogo. Fiquei um pouco com raiva. Não estou acostumada com essa independência toda. Não dancei no jogo por que fiquei com vergonha. Então subimos para o 3° andar, estava tendo uma competição de um jogo antigo que só. Eu e a Sheila ficamos lá atrás conversando e no chameguinho. Depois fomos pra parada de ônibus. Fui para o meu curso. Nada demais. Cheguei, jantei, tomei banho, discuti com a mamãe. Subi e fui pra Internet, conversei com a Sheila, discutimos por causa de uns recados pra lá de estranhos no orkut da Sheila. Depois ficamos bem. Fiquei na Internet até 1:40 da manhã. Combinei com a Sheila dela me fazer uma "surpresa", eu ia deixar a chave no portão e ela ia entrar e me acordar com uns beijos.


De manhã acordei umas 9:00 horas, fui no portão, coloquei a chave e voltei a dormir. Acordei com ela em cima de mim me dando beijos. Bom demais. Ela foi lá em baixo, pegou a merenda que a mamãe tinha feito (ela sempre faz) e foi deixar lá na minha cama. Merendei e ficamos lá na minha cama, conversando, nos beijando e nos amando (6'


O tempo passou muito rápido, fui tomar banho, depois fomos na vovó pegar o almoço, almoçamos no mesmo prato. Então, fomos para a parada, pegamos o mesmo ônibus e ela desceu no Shopping Benfica. Vim para o trabalho e aqui estou.


O filho da Cissa Guimarães morreu. :/




A Sheila agora tem um blog: http://shealves.blogspot.com/  Quer quiser saber dos fatos por outra visão... ai está.

terça-feira, 20 de julho de 2010

Juventude perdida é o CASCALHO.

20/07/10 ás 13:31 – Ai, que preguiça de lembrar de tudo.


Dia 16 tinha dito que tinha boas expectativas pra de noite. Pobre das boas expectativas. Não foi nada legal.
Foi assim, cheguei no Shopping Benfica, fiquei esperando a Sheila, ela chegou com o berg (amigo dela), então compramos logo um monte de bebida lá e fomos pra praça da gentilândia (pg).
Chegamos, nos encontramos com a Karol (uma amiga), de lá fomos para o Bar do Japa.
A Carol (ex) passou, a Sheila disse que eu podia conversar com ela se eu quisesse, eu disse que ia só falar oi mesmo e pronto.


Comecei a beber forte, pronto, bastou, fiquei bêbada.
A Carol passou, eu falei com ela, a Sheila foi "acalentada" pela Karol (o que me deu muita raiva). Brigamos, a Sheila disse pra mim ir atrás da Carol, eu fui só de brincadeira e na metade do caminho voltei. Então a Sheila pegou meu braço e me levou até lá, a Carol começou a me fazer ciuminho com uma menina que ela estava ficando. Essa menina falou alguma coisa que me deixou com muita raiva então eu fui pra cima dela pra bater.


Caí no chão. Um cara (filho de uma prostituta) ficou me segurando e me empurrou, um idiota que eu nem sei quem é, mas ainda vou descobrir e matar ele.


Depois caí de novo, fiquei dando murros na parede (o que resultou na minha mão roxa e dolorida até hoje e alguns muitos corte na minha mão e no meu cotovelo). Depois de muito esforço fomos pra casa. A Sheila foi me deixar lá em casa. Eu pedi pra ela dormir lá, ela não quis ou não pôde. Então depois de muitas brigas ela disse que tinha acabado e saiu, eu deixei ela ir depois corri atrás dela.


Ela disse que acabou de verdade, eu voltei pra casa e depois corri atrás dela de novo (o que resultou nas minhas pernas MUITO doloridas até hoje), fui com ela até o Shopping Benfica e depois voltei aos tropeços só e a pé pra casa. Dormir, acordei de madrugada pelada na rede lá em baixo. Jantei, me vesti e fui para o meu quarto. Bela sexta feira não? ¬¬'


No sábado (17/07/10) acordei normal, nada de ressaca, sou forte pra isso. Entrei na Internet e a Sheila foi logo falando:
- Satisfeita?


Eu pedi desculpas, perdão, o diabo a quatro. Ela, mesmo assim não me desculpou tão fácil. Então marcamos dela ir lá pra casa de tarde. Tomei banho, me arrumei e fiquei toda bonitinha esperando ela. Quando ela chegou estava com uma cara de muita raiva. Sentou, entregou "minhas coisas" e disse que ia embora. Eu fiquei lá insistindo, abraçando, beijando, pedindo desculpa, prometendo que nunca mais ia fazer aquilo de novo e ela acabou me desculpando.
É, um sábado que a gente jurava que não ia dá em nada resultou lá na minha cama. Haha. Foi tão bom. Depois ficamos conversando. Fomos a uma mulher que vende comida perto lá de casa, mas já estava fechado. Então pedimos Kalzone, só que quando olhamos o relógio já estava tarde pra cascalho. Fui deixar ela na parada e ela nem comeu o Kalzone. Cheguei a uma conclusão...
"Se você não criar expectativas, certamente terá um bom dia."


Dormi só,  foi ruim, mas deu pra aguentar.
Essa sou eu na sexta feira. ¬¬'

domingo, 18 de julho de 2010

Sex Shop Larissa? :O

15/07/10 ás 13:27 – E ai Família Restart S2. Vai tomate cru.


Ontem a Sheila veio aqui no trabalho e daqui fomos para o Banco do Nordeste, onde teve o show da Mafalda Morfina, chegamos lá fomos pra fila, onde já chegamos pagando o miquinho básico, fomos para o final de fila errado.
Esperamos um monte, a mulher entregou os ingressos, fomos. O show começou logo, foi MUITO legal, fazia tempo que eu não ia pra um show da Mafalda Morfina.
Vocês que estão lendo aqui me blog, escutem essa música deles http://www.4shared.com/audio/ryvSXglR/mafalda_morfina_sonhos_contrar.htm e depois comentem aqui pra dizer o que achou.
Depois do show fomos lá pra fora esperar o pessoal sair pra falar com eles. O Brenow (baterista), como sempre, só deu um oi básico. No msn ele é BEM diferente.


Na hora que a Luciana Lívia (vocalista) chegou, foi falar comigo e nos cumprimentamos só com aperto de mão.


Então eu falei: - Cumprimento de homem! (risos)


Ela: - Hã?


Eu: - Cumprimento de homem!


Ela: É, e se cumpriu.




Acho que ela não entendeu o que eu quis dizer. Se ela ler isso aqui, eu quis dizer: cumprimento de cumprimentar, aperto de mão é cumprimento de homem. Mulher se cumprimenta com beijinho no rosto. Certo?

Quando eu estava indo fui falar com um amigo meu, dei tchau, ai estiquei a mão, acho que ele não viu, se virou e continuou a conversar com a Karla (baixista). Três vergonhas em uma só noite. Valeu Larissa.


Depois de toda essa pagação de micos fomos até a parada e de lá para o Shopping Benfica, passamos na UFC, fechada, então fomos pra outra sede da UFC, entramos de mansinho, fomos pra uma quadra que estava em reforma, ficamos nos beijando lá, coloquei a mão dentro da blusa dela. Ai chegou dois caras, policiais, eu pensei que eles fossem estuprar a gente. Mas ele falaram só que não podia e pediu pra gente sair, pedimos desculpas e com a maior cara de vergonha do mundo saímos.
Resolvemos ir para a praça da gentilândia. No caminho um bêbado parou a gente, pensávamos que ele ia só pedir dinheiro, mas ele disse:


- É um assalto, quero só o celular.


Ai eu, com minha astúcia, falei:


- Meu pai trabalha ali (apontei pra UFC, onde tínhamos acabado de ser expulsas), e ele tá armado.


O cara:


- Ah tá, desculpa ai, foi mal.



Me deu um aperto de mão, daquele que bate com a mão aberta e depois com a mão fechada. É, meu brother. Mais uma vez livrei a gente de ser assaltada só na lábia. Então fomos para a praça, ficamos lá conversando, amor mil graus.


16/07/10 ás 14:05 – oi, éhr... Ontem, a Sheila me fez uma surpresa, veio aqui no trabalho, tá eu já sabia que ela vinha. Daqui fomos no Via Libido, Sex Shop, olhamos umas coisas que eu não vou dizer o que foi. Escolhemos as duas coisas que vamos comprar. Depois fomos para a Praça do Ferreira, ficamos lá sentadas, foi legal. Então tivemos que ir pra parada, pegamos o ônibus, desci no curso e ela passou direto. Depois do curso fui pra casa, tomei banho, jantei e fui pra Internet. Fiquei conversando até não muito tarde, ai a Sheila teve que sair, me ligou, conversamos um pouco no telefone e depois fui dormir.


Hoje acordei e me arrumei bem rápido para ir pra terapeuta, é a mamãe marcou. O vovô foi me deixar lá, esperamos mais de 2 horas. Quando foi nossa vez conversamos, tive vergonha de falar algumas coisas, mas com o tempo eu vou falando mais. Cheguei aqui no trabalho SUPER atrasada. Boas expectativas para hoje à noite.